Simples de criar e muito fáceis de cuidar os jardins de ervas aromáticas estão mesmo ao alcance de todos nós…mesmo que em casa só tenhamos uma pequena varanda disponível.

A boa notícia é que podemos ser verdadeiros leigos na matéria e nem ser muito bons a cuidar de plantas, pois as ervas aromáticas carecem de poucos cuidados, e são tão bonitas e perfumadas que será um prazer tê-las nas nossas casas e nas nossas vidas.

Agora é lançar mãos à terra… semear e saborear.

1. E AGORA, ONDE PLANTO?

Para que as suas ervas aromáticas cresçam viçosas e saborosas, escolha uma zona do jardim ou da sua varanda que receba muito sol. Na hora de escolher o local lembre-se que quanto mais perto de casa ou da porta da cozinha melhor – para aproveitar da melhor maneira e em várias receitas saborosas todos os ingredientes frescos que vai ter à disposição.

2. VASOS, FRASCOS OU FLOREIRAS

Como as ervas aromáticas não necessitam de muito espaço para florescerem, mesmo num pequeno apartamento é perfeitamente plausível criar um jardim aromático. Se possível, opte por vasos em terracota, no entanto, as floreiras ou recipientes em vidro são igualmente adequados.

Confirme que o tamanho dos vasos que escolheu é apropriado ao tipo e quantidade de erva aromática que quer semear e junte sempre à terra normal, areia ou argila em partes iguais, para a tornar mais solta e permeável.

3. VARIAR, VARIAR … PARA MAIS TARDE SABOREAR!

Na hora de plantar um jardim aromático, é importante escolher as ervas que mais aprecia e as que habitualmente usa nas receitas que mais gosta.

Quanto mais espaço de jardim estiver disponível mais espécies poderá plantar. Caso tenha pouco espaço, poderá mesmo assim plantar uma boa variedade de plantas. Poderá decidir por plantar uma planta em casa vaso ou juntar várias espécies que plantadas em conjunto, que além de bonitas, florescem lindamente!

4. SEMEAR, CUIDAR E REGAR

Semear ervas aromáticas não podia ser mais simples: basta espalhar as sementes na terra, regar e poucas semanas depois as ervas já começarão a florescer. Depois é suficiente ir regando periodicamente, sobretudo nos dias mais quentes e secos, para que o seu jardim floresça todo o ano.

5. COLHER E SABOREAR

Quanto mais vezes colher e utilizar as suas ervas aromáticas, mais e melhor o seu jardim aromático continuará a crescer. Os óleos presentes nas ervas são os maiores responsáveis pelo seu aroma e sabor, por isso aconselhamos que colha as folhas que irá utilizar durante a manhã pois é a essa hora que a concentração dos óleos é mais elevada.

Depois, e antes de utilizar, é só lavar em água fria para que as folhas fiquem viçosas e aproveitar todo o seu aroma e sabor nos seus pratos favoritos.

E agora, QUE ERVAS AROMÁTICAS devo ESCOLHER PARA PLANTAR?

Se estiver a pensar usar a sua colheita para fins de culinária então o nosso conselho é plantar as ervas que tem por costume consumir. Salsa, coentros, manjericão, hortelã, cebolinho, pimenta-malagueta, orégãos, entre outras são ótimas escolhas para quem pretende usar nos cozinhados as ervas aromáticas que cultivar.

Para os apreciadores de chás e de doçarias o nosso conselho vai para a sálvia, a erva-doce, a camomila, o alecrim e a erva-cidreira.

Seja qual for o uso que vai dar às suas ervas aromáticas, por serem muito perfumadas e bonitas á vista são só por isso maravilhosas para criar um ambiente único e personalizado na sua casa.

Já pensou como será acordar todas as manhãs com o cheiro de um verdadeiro jardim?

Outros Artigos Recentes

Os meus Favoritos (0) X

Escolha agora as suas opções

Descubra connosco as novidades do seu bairro

Receba gratuitamente